Pra ser sincero

Tenho aprendido, com tantas idas e vindas, que a auto-suficiência vem com o tempo e algumas desilusões. Tenho aprendido, acima de tudo, à amar quem me ama, à passar tempo com a minha família, e à me divertir com muito pouco. O amor é o Sol nascendo, o amor é quente e bonito. Bonita também é a vida, se olhada com os olhos de quem nunca se feriu. São as coisas feias, no entanto, que nos levam até a verdadeira beleza. A beleza que está no ruído, no barulho, no incômodo. Caminhar sozinho não é caminhar desamparado. Caminhar sozinho é saber que a beleza está em você. É ver o inverno dentro dos olhos de um intenso verão e aceitar sua própria sina. É ter consciência de sua própria inconsciência, é querer o todo quando só se tem a parte, é ter… e não ter.