Sinestesia

Quanta coisa acontecendo. Farrah Fawcet e MJ morrem, Brasil é campeão da Copa das Confederações, Sarney sendo chutado da política brasileira, e por aí vai. Eu, com a cabeça perdida em mil coisas, de repente me vejo paralisada, e esqueço de tudo em que estava pensando anteriormente. Andando na rua, uma pessoa passou ao meu lado com um perfume que logo reconheci, e me fez reviver muitas coisas. Cheiros, para mim, são muito importantes. Eles revelam mais do que um simples aroma. A intimidade de duas pessoas está exposta em um aroma. O nível de cumplicidade de um casal pode ser sintetizado por um cheirinho gostoso. Entorpecida, tentei me desvencilhar do que sentia, mas foi inútil. Estou, até agora, perdida em um doce passado. Tão doce quanto o referido perfume. Minha memória olfativa é tão intensa que até me faz chorar, me emociona instantaneamente. Acredito que lojas como a Side Walk e a Any Any (que já possuem linhas consolidadas de “ marketing sinestésico ‘’) se baseiam na existência de pessoas como eu na hora de investir em estratégias tão diferenciadas. Aliás, sempre acreditei que emoção é e sempre será a melhor saída para a diferenciação de marcas.

+ sobre no artigo do portal Marketing Brasil.

and these words sounds like: The Libertines – Music When The Lights Go Out

Anúncios

3 comentários sobre “Sinestesia

  1. Eu sempre tive essas sensações de lembranças que vêm na cabeça através de cheiros.. o Ops rosa da Boticário eu consigo identificar de muuito longe graças à algumas lembranças que tive com esse perfume.
    Realmente o uso de marketing sinestésico é uma forma muito eficaz de atingir o consumidor e fazer com que ele se identifique com o cheiro do produto.. é o caso da Melissa.. que não conhece o cheiro?! até eu que sou Homem conheço.. auauha
    bjus.. parabens pelo blog!

  2. Adoro cheiros… Marcam pessoas, epocas, momentos… alguns inconfundiveis e outros inesqueciveis!!! Falando de loja… você já entrou na Osklen?? É o mesmo esquema!!
    Lembrando de cheiros… lembrei da minha Infancia… que sempre que sinto aquelo cheiro ‘cancerigeno’ do pó de Tang me remete aos meu 6 anos…

    Parabéns Fritinha!! Adorei o texto…

  3. Sempre que reencontro certos aromas chego a pensar no que é a realidade: aquilo que se vive por dentro ou por fora, porque, em certos momentos, uma acaba se tornando mais palpável que a outra. E, no meio desse turbilhão, nossos sentidos indecisos, algumas vidas que se confundem.

    Boa, querida!
    Bjs

Os comentários estão desativados.