Fragmentos

O comportamento humano é naturalmente peculiar. Vejo cores, gostos, gestos. Tudo isso faz parte de um conjunto de significações que estão numa esfera materialmente inexistente, porém, influenciam atitudes reais. Influências recebidas ao longo da vida decretam maneiras de falar, agir, e se portar. Coisas que, por sua vez, definem quem é você na noite. Ops, no mundo. Me estranho ao ver minha cara. Tá, é sempre a mesma, mas parece que a cada dia me torno uma pessoa diferente. Não sou uma constante. É como se eu fosse dona de muitos ‘eus’ . Visto uma fantasia diária e encaro um personagem. Não digo que isso seja algo negativo, mas meu grande problema é decidir qual papel quero fazer, qual roteiro quero seguir. Sou um eterno quebra-cabeças, que tem como maior anseio responder com propriedade a fatídica pergunta do Orkut: Quem sou eu?

Anúncios

3 comentários sobre “Fragmentos

  1. – você até pode não ser uma constante, mas tangencia tal.. é comum. somos humanos…
    e responder a pergunta do orkut, de fato é díficil mesmo parecendo ser fácil, .. melhor faz isso quem está próximo a ti.

  2. Você é mais humana que muito humano por aí, acredite.

    Querida, vai lá no Google, leia o poema “Mapa”, do Murilo Mendes, e alivie-se por não estar sozinha nessa.

    Valeu pela inspiração e por inspirar. Ótima semana, bjs.

Os comentários estão desativados.