Pena

‘ Tu tens de ser mais leve. Tens de deixar a vida se encarregar de seus anseios. ‘

Não acredito que a leveza seja parte integrante do arquétipo de felicidade por nós construído. Todo lapso de sensibilidade, todo sinal de sentimento carrega em si o pesar.
A tonelada de areia ou a tonelada de algodão que emudece a fala de quem realmente tem o que dizer. Não sou leve, não quero ser. A superficialidade é leve… a ausência de profundidade é perigosa.
Não lhe minto ao dizer que acredito em ti, e acredito justamente pelo peso que suas palavras fazem em minhas costas. Espero não tomar seu tempo, e espero não estar arrastando o meu para o mesmo lugar de sempre. Eu conheço, você conhece. Sorte de uns, azar de outros.

Anúncios

Um comentário sobre “Pena

  1. Passei o mês inteiro pensando nisso. Querer e sentir necessidade de ser leve, porém não conseguir. E talvez realmente, se o fizesse, isso seria um retrocesso e não uma epifania. Ou ainda, querer ser algo que essencialmente não é.

    De todos os seus textos que já li, esse foi o melhor! Parabéns!

    Beijão!

Os comentários estão desativados.