Naquele tempo…

Tô meio assim, sei lá. Sem saber o que pensar.
Quero pensar em você, mas você disse que não temos mais nada.
Desde então, as coisas perderam um pouco a graça.
Desligo o celular antes de dormir, porque sei que você não vai ligar.
Pulo a sua música preferida do CD.
Dou bom dia pro cara que vende chiclete no farol, porque pra você
não posso mais dar.
Desvio dos restaurantes que frequentávamos.
Ignoro todos os sms’s que recebo. Demoro muito tempo para lê-los, na esperança
de que algum possa ser seu, mas nunca é.
Perco meu tempo escrevendo em meu blog. Todos os textos são pra você, mas você nunca gostou muito de ler mesmo. Me construo, me desconstruo. Mas nada muda.
Dizem por aí que passa. Que faz bem. Que vou crescer.
Mas sei lá… parece que parei no tempo.
Naquele tempo em que eu tinha você comigo.

Anúncios

2 comentários sobre “Naquele tempo…

  1. Ah se dói né ? essa história de crescer pode ate ser verdade, mas demora a se sentir mais evoluido. Procurar aquele sorriso, a mesma boca, o cheiro e não encontrar é deseperador, é de deitar fechar os olhos e apagar os dias que passaram… Mas ari, o que posso te falar é que passa, vai demorar e muito, mais passa. Por hoje pense em você, e nas coisas que você fez pra dar certo, não relute procurando seus erros, erros todos cometem, mas poucos assumem. Falei pra caralho, mas me incomoda o fato de você estar assim, Se cuida ok ? (:

Os comentários estão desativados.