Agradecimentos finais – Tchau, PUC!

Amanhã, 02/12/2010, me despeço da instituição que mais me ensinou sobre o que realmente importa: a vida.

O que posso dizer é que desejo que meus filhos, um dia, possam estudar em um lugar tão enriquecedor como a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Gostaria de agradecer algumas pessoas especiais, mesmo que elas nunca cheguem a ler isso aqui.

Brunão, mais que um simples colega de sala e de TCC, alguém que eu respeito e admiro. Também tenho muito orgulho de você e de tudo que passamos juntos… com certeza nos veremos por aí. Nos bares e nas agências principalmente. Amo você!

Bia, minha 2a mãe. Não tenho nem como agradecer pelas 476 vezes que você tentou me consolar por causa de alguma coisa idiota, tipo amor, ou pelas 964 vezes que me emprestou seu secador antes das baladas pós-aula de sexta-feira.

Maiara, garota radical. Hahahah… nossas opiniões são divergentes em muitos aspectos, mas você sempre soube contornar tudo com bom humor. Obrigada pelas risadas!

Cê, sem dúvida alguém de temperamento forte. Me mostrou pontos de vista diferentes. Tks!

Ao professor Alécio, agradeço por sempre acreditar no nosso grupo e sempre ter MUITA paciência com a gente. Igualmente ao professor Wellington e a professora Bia.

Ao Fi, agradeço por ter criado as cervejadas que rolam às sextas-feiras na Atlética de Comunicação. Apesar de ter adquirido uma pança de chopp, nunca mais precisei descer na muvuca do 3a aula.

Sei que já postei esse vídeo, mas vale a recordação. E o narrador tem razão: foram quatro anos assim… um melhor que o outro.

Obrigada, PUC!

Anúncios