Bebo sim… e tô vivendo.

Mês que vem, talvez eu esteja sofrendo por qualquer outra pessoa. Não importa.
Talvez eu esteja sofrendo por alguém que me dê um valor ainda menor.
Eu não ligo.
Não quero mais saber de coisa alguma, porque coisa alguma nunca quis saber de mim
Talvez na próxima semana eu esteja ainda mais bêbada.
Ainda mais cambaleante.
Ainda mais forte.

Nesse momento, você deve estar brindando sua liberdade.
Brindando seu próprio vazio.
Cada um é feliz com o que acha melhor.
Eu acho melhor beber. E só.

Bebendo, durmo bem.
Esqueço.
Não há o que esquecer, na verdade.
Existiu alguma coisa?

Da sua parte, realmente existiu algo?
Não faz mais diferença.
Você cuspiu em tudo o que sonhei.

Mas sonhei sozinha.
Não é sua culpa.
Dane-se
Aproveite.

Seja para alguém pelo menos metade do que fui pra você.
Ao menos saberei que alguém por aí está feliz.

Que sua lembrança e cada pedaço seu que ainda vive em mim vá pro inferno.

Anúncios