Moedas

Aí você está lá, vivendo, e seu chão se desfaz. Tudo muda e você culpa a cidade. São Paulo sempre entristece um pouco mais, mas também dá a certeza de que amanhã, como diria Chico, vai ser outro dia. E nestes outros dias acabei por me refazer. Me refiz, é verdade, mas cá estou em outro dilema… um daqueles bem ardidos e complicados como provas de matemática. A resolução de dilemas nunca foi meu forte, mas cara ou coroa, ah! Aí sim. Tudo que decidi com a moeda, deu certo. Nunca me deparo com facilidades: sempre estou metida em alguma dificuldade cabeluda, por isso, levo sempre moedas no bolso. Muitas vezes não queremos aceitar o resultado que nos é imposto, mas é assim, e sabemos no que vai dar. Eu preferia não saber… mas sei. E aguardo por uma surpresa.

Anúncios