Eu quero depender de alguém sim

Alguém com quem a gente possa contar. Isso acabou, não existe mais. Todos estão preocupados se vingando ou trabalhando pra ganhar mais dinheiro. Não querem depender dos outros. É legal ser independente, mas até que ponto essa independência é positiva? Se continuarmos assim, seremos todos sozinhos pra sempre. Eu quero depender de alguém sim. Quero ter alguém pra me levantar quando cair. Consigo levantar sozinha, mas com ajuda é sempre melhor. Todos precisamos de ajuda, mas não admitimos. Preferimos resolver sozinhos. Muitas vezes não conseguimos resolver, mas vamos alimentando feridas que não cicatrizam, até que virem um grande câncer. Gente que pensa que é forte, mas não é. Gente frustrada. Gente que prefere o ódio ao amor. A Coca-Cola, em sua nova campanha para a TV, diz o tempo todo que os bons são maioria. Vocês vão me desculpar, mas se isso é realmente verdade, onde estão os bons? Não encontro de jeito nenhum. O que eu vejo é gente sozinha, que não sabe conversar nem se relacionar. Amo a internet. Amo as redes sociais. Mas sabe, um pouco de calor de vez em quando é bom. Faz bem. Boca com boca, corpo com corpo. Carinho, cafuné no cabelo. Enfim… coisas raras nos dias de hoje. Fica o recado: se você tem com quem contar… preserve essa pessoa. Não é todo dia que encontramos alguém disposto a compartilhar e aprender. Somos todos preguiçosos.

Anúncios

O que procurar em um copo de vodka?

Não sabemos. Não sabemos amar, não sabemos nos expressar, não sabemos dizer o que sentimos. Ou o que não sentimos.
É muito mais fácil dizer: foda-se, não ligo. Vou voltar pro meu copo de vodka e pra minha balada, o cabelo dela me desagradou.
É muito mais fácil dizer: foda-se, não ligo. Vou ficar aqui com meus filmes, na minha casa. Não era como eu pensava.
Pode não ser como você pensava. Pode não ser como ela pensava. Pode não ser nada disso. Mas se expresse, diga o que acha. Diga qual é o problema. Ninguém vai melhorar se você não disser. Ninguém vai adivinhar qual é o próprio defeito. Ninguém vai se aceitar se não souber o que há de errado. Hoje, me aceito. Me aceito porque já apontaram um milhão de defeitos em tudo o que sou. Sou insegura, sou carente, sou chata, reparo em roupas, reparo em erros de português e cobro muitas coisas. Mas só cobro porque faço
o meu melhor. E, honestamente, tenho pena de quem não faz. São pessoas incompletas. Mas isso considerando meu ponto de vista. Cada um vive como quer e da forma que acha melhor. Não sou especial, não sou nada demais. Só quero paz e um pouco de carinho. Mas aprendi que
só posso encontrar isso dentro de mim mesma. É o que vou fazer, de agora em diante. Procurar e encontrar… dentro de mim.

Sobre a gente

A gente tenta tanto não tentar de novo.

A gente procura tanto um caminho novo.

A gente cai e não levanta.

A gente engole e queima a garganta.

A gente busca paz e amor

A gente mistura o frio e o calor

A gente tem vergonha mas se mostra

A gente se beija mas não se encosta

A gente quer um carinho no fim do dia

A gente quer mais uma escova na pia

A gente sabe.

A gente não sabe.

A gente tenta tanto não tentar de novo.

Bom dia?

Será possível que tudo precisa mudar? Certas coisas deveriam ser estáveis, mas a vida simplesmente ignora nossa opinião. Amar não é dizer que ama. Amar é fazer por onde. Vivemos uma época de carências e urgências que são saciadas através do significado de palavras que, de fato, não passam de palavras. Muito é dito, pouco é feito… e o que é dito muda com a velocidade da luz. Quando essa mudança acontece, a cabeça fica confusa. Tanto foi prometido, tanto foi esperado… mas não ter pelo que esperar também é ruim.

Quando o jogo vira, é necessário recolher as cartas e estudar uma nova maneira de ganhar. Acordar, lavar o rosto e enxergar no copo sujo de café uma solução. Uma solução que equalize os desejos e não banalize o que chamamos de sentimentos. Eu te amo na segunda, mas na sexta te odeio e não quero mais conversar. Saímos para jantar na quarta, mas no domingo já quero almoçar sozinho. Explicitam o amor de todas as formas possíveis, mas ele passa por nós tão rapidamente que sofrer se torna algo corriqueiro. Vamos andando, o trem já vai partir e amanhã temos um novo e veloz começo.