Eu quero depender de alguém sim

Alguém com quem a gente possa contar. Isso acabou, não existe mais. Todos estão preocupados se vingando ou trabalhando pra ganhar mais dinheiro. Não querem depender dos outros. É legal ser independente, mas até que ponto essa independência é positiva? Se continuarmos assim, seremos todos sozinhos pra sempre. Eu quero depender de alguém sim. Quero ter alguém pra me levantar quando cair. Consigo levantar sozinha, mas com ajuda é sempre melhor. Todos precisamos de ajuda, mas não admitimos. Preferimos resolver sozinhos. Muitas vezes não conseguimos resolver, mas vamos alimentando feridas que não cicatrizam, até que virem um grande câncer. Gente que pensa que é forte, mas não é. Gente frustrada. Gente que prefere o ódio ao amor. A Coca-Cola, em sua nova campanha para a TV, diz o tempo todo que os bons são maioria. Vocês vão me desculpar, mas se isso é realmente verdade, onde estão os bons? Não encontro de jeito nenhum. O que eu vejo é gente sozinha, que não sabe conversar nem se relacionar. Amo a internet. Amo as redes sociais. Mas sabe, um pouco de calor de vez em quando é bom. Faz bem. Boca com boca, corpo com corpo. Carinho, cafuné no cabelo. Enfim… coisas raras nos dias de hoje. Fica o recado: se você tem com quem contar… preserve essa pessoa. Não é todo dia que encontramos alguém disposto a compartilhar e aprender. Somos todos preguiçosos.

Anúncios

4 comentários sobre “Eu quero depender de alguém sim

  1. “Muitas vezes não conseguimos resolver, mas vamos alimentando feridas que não cicatrizam, até que virem um grande câncer”
    Perfeita essa sua frase! é exatamente isso que acontece, e assim as pessoas se tornam cada dia mais fria, mais distantes e indiferente as outras

    1. Mais complicado ainda é sofrer dos mesmos males da qual você menciona e não ser forte suficiente nem pra admitir essa dor. Dor ou vazio? Não sei, mas, uma coisa é muito certa. Você está coberta de razão e eu rezo pela mudança e melhoria da visão de vida que as pessoas promiscuas que hoje vivem tem com a vida.

  2. O difícil é quando a gente tem essa pessoa, tem tudo isso, e não sabe mais se isso ainda é amor. É quando chegamos a um ponto onde todo o amor se tornou total dependência, e consequentemente: comodismo.

Os comentários estão desativados.