Pouco.

É tão dolorido. Sempre procuro os mesmos cheiros, as mesmas sensações, o mesmo jeito de falar e o mesmo sotaque. Não sei se adiantaria te ter de volta, já que você não deve ser a mesma pessoa. Te procuro a cada noite e observo milhares de rostos que não me dizem absolutamente nada. Minha vida busca o aprendizado que não tivemos por falta de tempo ou por falta de vontade. Entretanto, devo destacar que você não passa de um símbolo. Você é a única imagem que tenho do amor, a personificação do que sempre insisti em ter mas nunca realmente consegui. Deve ser por isso que não te tiro da cabeça. Foi pouco tempo. Foi pouco, mas é minha única referência diante de tanta gente que não serve pra ser referência.

Anúncios

Um comentário sobre “Pouco.

Os comentários estão desativados.