Segundos

Somos as vidas que não vivemos, as coisas que não entendemos. Somos as pessoas que queremos. Somos o desespero que comemos. A mágoa que bebemos. Somos coisa nenhuma. Matéria, gordura, futilidade e desencanto. Nada que justifique seu pranto. Nada que faça valer seu canto. Existimos na fumaça. Existimos na cachaça. Existimos na raça. Mas a gente passa. Acaba a graça. Fechamos os olhos. Foi só uma experiência. Uma tentativa. Paciência. O universo vomitou nossas vontades. Sumiu com todas as raridades. Exterminou as amizades. O céu tentou. Você detestou. Seu pai desprezou. Seu tempo acabou.

Anúncios

2 comentários sobre “Segundos

Os comentários estão desativados.