gaveta

A vida poderia, pelo menos, fazer o favor de me informar se existem pessoas como eu lá fora. Já me conformaria em saber que sou exemplar único. Pelo menos, pararia de procurar. Explico: fui amaldiçoada quando criança e só consigo confiar em palavras. Sou humana, mas não sou careta. Mostro minhas dores e não guardo nada na gaveta. As pessoas, elas torcem pela infelicidade alheia. Um dia, a torcida funciona. Sou quem posso ser e pago um preço altíssimo por isso. Fiz prestações e ainda tô quitando minha dívida. Que Deus me abençoe. Ainda serei muito feliz… o mundo é justo sim.

Anúncios