gentes

Tem gente que vem pra arrancar
Aquilo que a gente nem sabe que tem:
Dores, valores, amores e sabores
Também tem gente que vem pra dizer
Coisas que a gente ainda nem sabe ouvir:
Verdades, mentiras e poesias vazias
Tem gente que vem pra (re) organizar:
a sala, a cozinha, o quarto e o coração
Que não venha mais ninguém…
É você que eu queria ver ficar
Comigo
No domingo
Em qualquer outro lugar.

Anúncios

sobras

O que sobrou daquela maluca?
Passei muito tempo fazendo coisas que nunca entendi.
Fui á festas que duravam três dias só para acompanhar babacas que não me davam atenção.
Tomei porres por estar feliz. Tomei porres por estar triste. Tomei porres porque era o que me mandavam fazer.
Fui de carro, quando deveria ter ido de metrô.
Ganhei dinheiro. Perdi dinheiro.
Vesti amor. Aceitei amor. Pedi amor.
Beijei o que se foi. Abracei o que poderia ter sido.
O que a gente sabe da vida? E o que a vida sabe da gente?
Sei que pra acalmar as urgências, só papel e caneta
Escrevo pra mim
E acabo me perdoando
Letra após letra.

kms

Arte é o que acontece quando vejo você dormindo

Arte é a pintinha desenhada no teu pescoço

Arte é o que acontece quando você vem comigo

Delícia é poder te ter novo

Da gente a gente sabe

Perdoa meus entraves

Busca aquele beijo

Diz que em ti nem cabe

Pro coração nem é tão longe

Ando junto todo o tempo

De quem me faz bem como o mar

De quem me faz leve como vento

11:51

Eu não preciso de pretexto

Se não vira, vira texto

Se vira, arranca a página

Um coração em trânsito

A vida toda no vermelho

A lição se repete

11:51

Tá na hora de parar