sobras

O que sobrou daquela maluca?
Passei muito tempo fazendo coisas que nunca entendi.
Fui á festas que duravam três dias só para acompanhar babacas que não me davam atenção.
Tomei porres por estar feliz. Tomei porres por estar triste. Tomei porres porque era o que me mandavam fazer.
Fui de carro, quando deveria ter ido de metrô.
Ganhei dinheiro. Perdi dinheiro.
Vesti amor. Aceitei amor. Pedi amor.
Beijei o que se foi. Abracei o que poderia ter sido.
O que a gente sabe da vida? E o que a vida sabe da gente?
Sei que pra acalmar as urgências, só papel e caneta
Escrevo pra mim
E acabo me perdoando
Letra após letra.

Anúncios