As mãos

Pelas minhas mãos já passaram muitos corpos
Já passaram pedras
Já passaram livros
E já passaram copos

Pelas minhas mãos entendo o mundo
Sou dessas que tocam
Que apalpam
Que desfocam

Pelas minhas mãos garanto meu sustento
Escrevo poemas
Detalho idéias
Repenso meu momento

Anúncios

Mais uma vez

Chega de colocar a culpa em mim
Fiz por você o que não fiz por ninguém
Dei o melhor dos abraços
Te enfeitei com mil laços

Agora, se não quer
Vou tentar aceitar
Outra pessoa enganar
Outro corpo aquecer

Não vou esperar
Mais um beijo
Mais um toque
Mais uma lamentação

Mais uma mentira
Mais um amor
Mais um medo
Mais um não.